Dogsitting

by Tiago

Temos sempre como base de criação do nosso trabalho, o que gostaríamos de viver se tivéssemos no papel dos nossos clientes e quando olhamos para os nossos animais de estimação...Puff, fez-se luz. Então e quem é que fica com os patudos dos noivos no dia do casamento deles? Perguntava-me a Joana! Fiquei a navegar na maionese, sem perceber muito bem o porquê desta pergunta. Na verdade, na altura - em 2014 - só tínhamos o nosso Simba (gato gordo e fofo) e não estava a imaginar um gato num casamento!! Mas já ambicionávamos ter uma cadela - e era nisso que a Joana estava a pensar.


Eis o raciocínio: ora então, quando vais viajar precisas que alguém fique com o teu patudo, certo?! Tens portanto duas opções: família/amigos - que possam tomar conta deles, ou petsitting - contratados para o efeito; mas no dia do casamento a família está lá, a divertir-se, os amigos também e um serviço de petsitting significa o patudo ficar em casa ou num pet hotel. Caiu-me a ficha e percebi logo a ideia. Já fazíamos babysitting de crianças, porque não babysitting de animais de estimação ?! Era só aplicar o mesmo formato, adaptado a animais e tínhamos um produto exclusivo.


É obvio que depois de muita pesquisa e análise tivemos de fazer alguns ajustes a esta ideia. Entretanto até tivemos a nossa Nala (cadela fofa e magra) e ainda detalhamos mais os pormenores do serviço. Basicamente os noivos que queiram ter o seu patudo (exclusivamente cães) no dia C, podem nos contratar um Dogsitter. Alguém com capacidade para acompanhar o patudo durante o dia, passea-lo e distraí-lo do habitual stress que festas com muita gente e barulho provocam nos animais. Preparamos um cantinho para ele no local e garantimos que nunca fica de parte da festa dos donos.

Preparem as coleiras fofas, os laçarotes e os biscoitos... vamos a isso!!




18 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2020 por sóanimarte